• Luiz Machado

Episódios de séries de horror que foram banidos da televisão

Pode parecer exagero, mas não é incomum episódios de serem serem banidos da televisão. Os motivos são variados, vão desde tópicos delicados, como também a aproximação perigosa com a realidade (afinal os Estados Unidos têm um problema bem grande com armas e você perceberá isso aqui). Vira e mexe alguma série pode cruzar o limite do aceitável e acabar sendo censurada. Como gostamos de uma boa polêmica, reunimos aqui séries de horror que mandaram episódios extremamente controversos que acabaram tendo sua exibição cancelada.



Arquivo X

S04E02 - Home


Um dos mais memoráveis da série acompanhava uma família deformada. O conteúdo do episódio é tão pesado que foi considerado perturbador demais para passar na televisão aberta estadunidense por conta da violência que a história apresentava.


Home foi o primeiro episódio de uma série de canal aberto a receber classificação máxima (TV-MA) pela Orientação Parental de TV. Se quiser se aventurar, aqui você vai encontrar Mulder e Scully envolvidos em uma de suas aventuras mais imageticamente desagradáveis e chocantes já que, além das deformidades físicas, o episódio mostra graficamente incesto, bebês mortos e MUITA violência. Talvez seja o único momento de Arquivo X em que ela foi longe demais e isso faz esse episódio ser muito especial. Após a controvérsia de seu cancelamento, ele foi exibido como um especial no canal FX em 1997 e é até hoje considerado um dos melhores da série.



Masters of Horror

S01E13 - Imprint


Esse foi um caso excepcional já que não se tratava de canal aberto. Dirigido pelo lendário Takashi Miike, Imprint era esperado para encerrar a primeira temporada da série, mas teve sua exibição cancelada nos EUA por ser considerado perturbador demais. Quando foi idealizada por Mick Garris, Masters of Horror tinha a proposta de ser uma antologia de terror onde cada episódio, com duração de 1h, seria feito por algum diretor famoso dentro do gênero (envolvidos no projeto estavam nomes como o Carpenter, Argento, Tobe Hooper, entre outros). Assim, Garris convidou o Miike para dirigir o episódio de fechamento da temporada, o que ele não contava é que as coisas ficariam um pouco mais pesadas do que o esperado quando ele apareceu com Imprint (baseado em um conto japonês chamado Bokkee Kyotee).


O engraçado é que a série em si não é nada leve, sendo exibida na Showtime e com censura máxima, só que o que o Miike apresentou não tinha condições de ser exibido na televisão estadunidense e o preocupado Garris pediu para reeditarem e suavizar algumas cenas. Mesmo com as mudanças ele foi considerado “unsettling” (inquietante) demais para a televisão e optaram pelo cancelamento do episódio, que não foi exibido e mais tarde lançaram junto no DVD como um bônus. O melhor de tudo é que o Miike não se ligou que estava fazendo algo tão pesado, na cabeça dele estava se segurando e não tinha cruzado nenhum limite de tolerância, mas o que temos de tão horrendo no episódio? Simples: longas cenas de tortura, nudez, estupro, fetos abortados, corpos decompostos, deformidades físicas, incesto, violência doméstica, pedofilia e por aí vai...



Hannibal

S01E04 - Oeuf


Neste episódio, Will e o FBI encontrariam uma mulher - interpretada pela lenda Molly Shannon - que sequestrava crianças e as convencia a matarem sua própria família. O episódio em si nem é tão violento quanto o resto da série (diga-se de passagem que na temporada seguinte eles mostrariam um homem arrancando pedaços do próprio rosto e dando para cachorros comerem, mas tudo bem), mas o conteúdo estava perturbadoramente próximo da realidade. Lembra que comentei sobre o problema de armas dos EUA? Então, a trama continha cenas bem pesadas de crianças empunhando armas, fora todo o contexto de destruição familiar, o que fez o próprio Bryan Fuller (criador da série) repensar bem sua exibição e pedir para cancelá-lo. O principal ponto para a decisão foi o tiroteio na escola primária de Sandy Hook e a quantidade de casos parecidos envolvendo crianças por lá. Fora dos Estados Unidos ele foi exibido normalmente dentro da temporada, mas lá foi disponibilizado online posteriormente.



American Horror Story: Cult

S07E06 - Mid-Western Assassin


Esse episódio foi exibido, porém com ressalvas. Em sua cena de abertura a personagem de Leslie Grossman entrava em uma campanha política e sairia atirando em todos os presentes. A longa cena era um plano sequência (muito bom inclusive) e fazia parte da crítica política que a temporada estava criando por conta da eleição do Trump. Só que na semana de sua exibição um atentado muito parecido aconteceu em Las Vegas e fez com que a produção reeditasse a cena. O que antes era um plano longo com várias pessoas sendo mortas, virou um picotado com apenas sugestões dessa violência, já que seria de muito mau gosto passar aquilo na televisão do jeito que estava.



Heathers


Isso aqui não foi um episódio só e sim a temporada inteira. O que era para ser um reboot do clássico cult acabou virando um pesadelo da produtora por causa de seu conteúdo extremamente insensível e problemático. No final ela foi cancelada antes mesmo de sua exibição.


Ao contrário do original, essa nova versão de Atração Mortal procurava satirizar novas relações de poder trazendo minorias como opressores no colegial. Então logo em seu anúncio e primeiros trailers os problemas começaram... Isso tudo somado com a temática violenta que a série prometia trazer.

Com sua estreia programada para março de 2018, a primeira exibição foi cancelada pois bem naquela semana aconteceu o tiroteio na Stoneman Douglas High School (e digamos que a série não fazia um retrato muito sensível sobre isso). A Paramount reagendou para julho e mais um tiroteio aconteceu, desta vez na Santa Fe High School. De mãos atadas, eles optaram pelo cancelamento antes mesmo de sua primeira exibição oficial após ter seu piloto vazado e massacrado pela crítica. Em outubro de 2018 Heathers foi exibida como uma minissérie especial, porém com o último episódio completamente reeditado já que acabava com a destruição da escola.


P.S.: a gente assistiu a temporada e é extremamente problemática e irresponsável, além de todo o problema com os tiroteios, Heathers têm o que é provavelmente a cena de suicídio mais longa e de mau gosto que eu já vi uma série fazer.



Buffy

S03E18 - Earshot


Mesmo problema de muitas outras (Estados Unidos, né). Neste episódio nossa queridíssima Buffy Summers adquire temporariamente o poder de ler mentes. Nessa ela acabaria percebendo que um dos alunos de Sunnydale é um atirador em potencial. Com uma abordagem super sensível sobre o tema, o episódio procurava trazer uma luz de esperança. Porém suas cenas envolvendo um adolescente suicida carregando um rifle na escola acabaram - mais uma vez - sendo reais demais. No mês que sua exibição foi programada aconteceu o Massacre de Columbine (no dia 20 de abril de 1999) e o episódio foi cancelado e exibido duas semanas depois. Detalhe: o fim de temporada também foi adiado por conter cenas de "violência escolar".


Essa lista foi baseada em 2 threads publicadas originalmente no nosso perfil do Twitter em 23 de maio e 16 de abril de 2020.


275 visualizações0 comentário
  • Spotify - Círculo Branco
  • Ícone do Twitter Branco
  • Ícone do Instagram Branco

© 2020 Esqueletos no Armário. | Powered by Wix.com